Atualmente trabalho em uma empresa CMMI 5 que possui um sólido processo, porém como tudo na vida... possui pontos para melhoria. Gostaria de pedir que pessoas que possuam experiências na integração de metodologias ágeis com processos compartilhem suas experiências.

 

Estou querendo propor o uso da técnica BDD (atualmente estou lendo sobre BDD, TDD e DAD), isso alteraria no processo apenas o pacote de entrada para o desenvolvimento, porém geraria uma grande mudança cultural. Alguém já teve alguma experiência no assunto? Alguém sugere alguma abordagem? Alguma outra metodologia ágil compatível com processos CMMI? Integração contínua também é boa pedida.

 

Eu li o tópico sobre SCRUM + CMMI criado pelo Adriel e achei interessante, porém não é a realidade da empresa hoje. Mudar tudo para implantar o SCRUM seria muito caro, também temos a dificuldade de formalidades exigidas pelo cliente (governo).

 

Agradeço à atenção.

Exibições: 79

Respostas a este tópico

Oi Bruno, tudo bem?

Como já conversamos em outras ocasiões, estou envolvido pela segunda vez em uma iniciativa de adequação de processos ao CMMi. Atualmente na Chemtech faço parte do SEPG e do Appraisal Team e pude perceber alguns pontos interessantes.

 

Se o time ainda não adota uma metodologia, por exemplo o BDD, fica difícil para um ou outro membro "mais inovador" adicionar isso ao processo. Por que o processo nada mais é do que a padronização e  institucionalização de algo que as pessoas já fazem e acreditam.

 

Este tipo de inovação deve ser gradual, pois gerar uma "grande mudança cultural" é algo muito caro e não há bala de prata nesse caso. Uma sugestão é rodar projetos pilotos para introduzir a sua inovação (BDD), isso se o seu processo permitir.  Assim, aos poucos, você vai conquistando a confiança de todos os interessados e pode então, gradualmente, provar (ou não) o valor da melhoria proposta.

 

Do ponto de vista do processo, se ele não for muito "amarrado", ou seja, definir no bit como cada coisa deve ser feita, acredito ser possível adicionar o BDD sem muito esforço. O CMMi é compatível com qualquer metodologia ágil. O que pode acontecer e a necessidade complementar algo que não seja suficiente ou explicitar (formalizar) algo que não seja "visível".

 

Quanto às formalidades exigidas pelo Governo, se o seu negócio é formal seu processo também tem que ser. O processo não deve suportar o negócio?

 

O que podemos fazer é montar uma startup e ignorar qualquer formalidade? :-)

Leo, muito obrigado pela resposta.

 

Creio que o caminho seja o processo de inovação (definido no próprio processo da empresa), que por usa vez usaria projetos pilotos para decidir quais ferramentas usar e medir os resultados da inovação. Vejo que o BDD e a Integração Contínua minimizariam vários problemas que temos hoje, e em termos de processo, teríamos alterações nos artefatos de entrada das atividades, a maior mudança, como nós concordamos, seria cultural. Na Chemtech vocês usam alguma metodologia ágil atrelada ao processo? Como foi a implementação e a mudança cultural?

 

Acho que seria bom ter pessoas que participaram dos projetos pilotos espalhados nas demais equipes da empresa, a fim de disseminar o conhecimento e a experiência obtida, o que acha?

 

Quando participei da implantação do SCRUM em um processo avaliado pelo MPS.BR na outra empresa, ele foi muito bem aceito. O processo era engessado e o SCRUM veio com a proposta de ser mais flexível, apesar da mudança cultural, ele foi muito bem aceito por todos. Com essa experiência pude ver que apresentados os benefícios e as facilidades (do método) antes de propor a implantação pode quebrar até a resistência dos mais conservadores.

RSS

Badge

Carregando...

© 2017   Criado por Adriano Tavares.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço