Múltiplos times especializados
 
Tenho pesquisado a prática Scrum de Scrums e achei interessante para a nossa realidade. O contexto é um projeto de software digamos “do mundo real” organizado em múltiplos times especializados:

  • Um time de Análise de Negócio e Requisitos;
  • Um time de Gerenciamento de Projetos;
  • Um time de Arquitetura;
  • Um time de Desenvolvimento de Cadastros;
  • Um time de Desenvolvimento de Integrações;
  • Um time de Testes e Qualidade;
  • Um time de Infra-Estrutura;
  • Um time de DBAs;
  • Usuários e outros envolvidos.

Estes times devem trabalhar de maneira interdependente para entregar software atendendo a uma metodologia de desenvolvimento de sistemas corporativa, que inclui:

  • diretrizes de metodologias ágeis, principalmente Scrum;
  • diretrizes para análise de negócio e requisitos;
  • diretrizes de gerenciamento de projetos;
  • diretrizes para engenharia de software para .Net e Java;
  • padrões de modelagem de banco de dados;
  • diretrizes de infra-estrutura e ambientes;
  • diretrizes para arquitetura de software.

Outra característica é o tamanho da equipe que já chegou a 20 pessoas em determinados momentos do projeto. Geralmente, os profissionais não tem disponibilidade full-time para e estão geograficamente distribuídos.
 
Scrum de Scrums de Arquitetura
 
Em projetos neste contexto a prática do Scrum sugere a divisão das cerimônias de Scrum diário para times menores e Scrum de Scrums adicionais com objetivos específicos, como por exemplo:

  • O Scrum de Scrums de Progresso do Projeto;
  • O Scrum de Scrums de Análise de Negócio;
  • O Scrum de Scrums de Arquitetura.

O Scrum de Scrums de Arquitetura tem a ver com:

  • Sincronizar os times com relação às decisões técnicas;
  • Garantir uma comunicação efetiva da arquitetura;
  • Engajar os times em torno da evolução da arquitetura;
  • Mitigar riscos técnicos ao longo do projeto.

Esta cerimônia deve ter a participação dos principais membros dos times, geralmente os líderes, e a equipe de arquitetura. Isso não impede a participação dos demais membros sempre que necessário. As responsabilidades do Scrum de Scrums de Arquitetura incluem:

  • Dar suporte a decisões entre os times, que afetam a direção global da arquitetura;
  • Engajar os times em definir estratégias e padrões arquiteturais, os quais, todos os times devem seguir;
  • Identificação de áreas em que os times possam evitar esforços duplicados e melhorar o reuso de ativos;
  • Ser um forum para a comunicação geral da arquitetura entre os times.

Uma recomendação geral para Scrum de Scrums de Arquitetura:

  • Para um projeto com iterações de  2 a 4 semanas, reunir semanalmente durante uma hora;
  • Agendar a reunião e publicar a pauta a todos os participantes com 2 dias de antecedência;
  • Ao final, delegar as ações com foco nos impedimentos e atividades de arquitetura.

 
Se você aplica esta prática ou algo parecido compartilhe a sua experiência.
 
Publicado via: AdrianoTavares(ponto)com
  

Exibições: 328

Comentar

Você precisa ser um membro de PanGea para adicionar comentários!

Entrar em PanGea

Comentário de Adriano Tavares em 10 abril 2012 às 0:04
Comentário de João Paulo Oliveira dos Santos em 9 abril 2012 às 18:23

belo post. Poderia citar suas fontes, artigos e ou livros?

Tenho interesse no assunto também e recentemente li algo a respeito no livro: Large Scale Software Architect: A Practice Guide Using UML, John Wiley and Sons, 2003

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Adriano Tavares.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço